Woodstock – uma história portuguesa

Um português que vive em França conta a história muito particular sobre como viveu o festival Woodstock em 1969

Woodstock – uma história portuguesa
|Produção e apresentação:
Marco António 
|Tema oficial: Fado do SonhoPensão Flor
|Música adicional:  Lee Rosevere | Josh Woodward | Orquestra Popular de Paio Pires | Yshwa 

José Oliveira é um engenheiro agrónomo português a viver em França há longos anos. Como chegou a França e o que faz atualmente – para além da agronomia, claro – lhe contaremos numa próxima oportunidade. Para já, contamos uma história de amor. A história de amor entre o José e a música, que começou nos tempos de miúdo em Coimbra, onde nasceu e cresceu.

No antigo Bairro Marechal Carmona (atual Bairro Norton de Matos) na “cidade dos estudantes”, um José Oliveira fascinado pela música (e pelo rock em particular) foi “roadie” de uma banda formada no bairro: os Protões.

Banda que chegou a participar em concursos nacionais onde bandas como “Os Tubarões” (de Viseu) também brilhavam.

Obviamente, estar junto à música e não saber tocar era algo que não estava nos planos do “roadie” dos Protões. José Oliveira – num misto de autodidatismo e aprendizagem formal (tirando o Solfejo – vai perceber quando ouvir o episódio) –  aprendeu a tocar guitarra, sobretudo para… ser feliz no verão.

Em finais de julho de 1969, com 21 anos, ouviu falar de um grande festival de rock que iria realizar-se dali a uns dias nos Estados Unido e foi imediatamente pedir o passaporte para fazer a viagem para a América para poder estar no evento musical e social que mudou o mundo naquele momento.

O resto, como costuma dizer-se, … é história.

Oiça o episódio para conhecê-la!

= = =

Caso já tenha ouvido o episódio, eis as imagens que prometemos.

 

Sobre o programa “Em Órbita”, do Rádio Clube Português

 

Era um Simca Ariane igual a este o carro a que José Oliveira se refere no episódio.

 

José Oliveira em Angola, ao serviço do exército português (1971-73)
e com os “Woodstock”, a banda que formou a pedido das chefias militares.

 

E este é o vídeo que, muito recentemente, o José Oliveira realizou, precisamente numa homenagem ao festival Woodstock, com artistas e bandas de tributo.

Não se esqueça que há mais para contar nesta história. Por exemplo, como o amor pela música se mantém forte e como ainda hoje o José Oliveira demonstra esse amor. Em jeito de aperitivo, posso dizer que envolve impropérios de Frank Zappa e Phil Collins a jogar à bola.

Mas há muito mais…
🙂

= = =

Se conhece uma boa história que praticamente toda a gente desconhece, diga coisas! Queremos saber! Porque toda a gente tem uma história para contar!

Pode até ser por carta! Para esta morada postal:

Marco António
“Histórias de Portugal”
Apartado 85 – EC Porto Salvo
2741-901 Porto Salvo
Portugal

Já agora…
Há quanto tempo não escreve uma carta?
Escreva-me uma, sobre o assunto que quiser.

= = =

Histórias de Portugal, de Saudade e Outras Coisas
é uma parceria com o Público

= = =

Produção