Ep. Especial – Público 30 Anos

O Público – parceiro das Histórias de Portugal – faz 30 anos!
Histórias de quem sempre fez, de quem sempre leu e de quem faz… e tem a mesma idade que o jornal.

Ep. Especial – Público 30 Anos
|Realização e apresentação: Marco António 
|Produção: 366 Ideias


|Tema oficial: Fado do SonhoPensão Flor
|Música adicional: Tristan Barton | Amparo | Yuvi Gerstein | Narrow Skies | Assaf Ayalon | Josh Cleake | Oak And Cherry | Anna Yarbrough | Daniel Robinson | Stanley Gurvich | Ziv Moran | Jimmy Svensson | Be Still The Earth | Charlie Ryan

 

João Sequeira é médico, vive em Linda-a-Velha e sabe exatamente em que dia começou a ler o jornal Público. Foi a 5 de março de 1990, ou seja, no dia em que o Público surgiu nas bancas pela primeira vez. Desde então, nunca deixou de ler o jornal “não alinhado” de que o próprio João diz: «O Público está muito feito à minha imagem!» Mas, mesmo agora que já lê o jornal em versão digital, mantém sempre por perto pelo menos três exemplares do Público em papel. Exemplares dos dias de nascimento dos três filhos: o Miguel (26/3/2010), a Leonor (17/1/2008)  e a Inês (11/3/2006).

João Sequeira e os exemplares do Público dos dias de nascimento dos filhos

 

Se há quem leia o Público desde o primeiro dia… há quem trabalhe no Público desde *antes* do primeiro dia. Ana Carvalho é paginadora do jornal onde entrou a 1 de setembro de 1989, cinco meses antes do nascimento oficial do Público. Ao fim de (mais de) três décadas a trabalhar no jornal garante que não lhe custa ir trabalhar e que isso é sinal de que é feliz no Público.

Ana Carvalho (e Simon Esterson), a paginar o suplemento Ípsilon, do Público

 

Ao lado de quem está no jornal há 30 anos há gente com… 30 anos de idade. É o caso de Mara Gonçalves, jornalista do Público. Uma jovem que desde cedo teve o Público como o seu jornal de referência, que sentiu “nervoso miudinho” quando visitou pela 1ª vez a redação (ainda em Picoas, no centro de Lisboa) e que corre o Portugal e vários países para contar as histórias no suplemento Fugas.

Mara Gonçalves, jornalista do suplemento Fugas, do Público

= = =

As Histórias de Portugal são ouvidas em Portugal e em várias partes do mundo. Diga-nos o seu nome e onde ouve o programa!

Mensagem de voz por WhatsApp ou Telegram – [00 351] 911819665

(+351) 911819665 

= = =

Se conhece uma boa história que praticamente toda a gente desconhece, diga coisas! Queremos saber! Porque toda a gente tem uma história para contar!

Pode até ser por carta! Para esta morada postal:

Marco António
“Histórias de Portugal”
Apartado 85 – EC Porto Salvo
2741-901 Porto Salvo
Portugal

Já agora…
Há quanto tempo não escreve uma carta?
Escreva-me uma, sobre o assunto que quiser.

= = =

Histórias de Portugal, de Saudade e Outras Coisas
é uma parceria com o Público

= = =

Produção