André, o PortuGalês

Uma conversa informal (e muito informativa) com o emigrante português que nos relatou o seu dia a dia no País de Gales

André, o PortuGalês
|Produção e apresentação:
Marco António 
|Tema oficial: Fado do SonhoPensão Flor
|Música adicional:  Lee Rosevere | David Mumford | Josh Woodward

[Antes de tudo mais, caso não tenha ouvido o episódio anterior, sugerimos que o faça, antes de ouvir este episódio. Fará muito mais sentido.]

No último episódio, o André Figueiredo, de 43 anos, contou-nos como é o seu dia a dia no País de Gales, para onde emigrou em 2006.

Desta vez, depois de conhecermos o seu quotidiano, vamos conhecê-lo a ele, numa conversa informal feita por Skype entre Portugal e o País de Gales.

Nesta conversa, o André revela qual a mais antiga recordação que ainda tem na memória e que imagem guarda do país que o viu nascer, que deixou há 13 anos e  aonde agora só vai de férias, algumas semanas por ano. Mas não só. Também fala das razões que o levaram a emigrar (e porquê para o País de Gales), fala dos fatores que acredita deram origem ao Brexit e das possíveis consequências da saída do Reino Unido da União Europeia. Fala também de Herman José e do Engº Sousa Veloso (!) e, claro, da vida familiar que é a âncora que o segura e mantém seguro em relação à decisão que tomou em 2006.

E como à conversa também veio – como tinha ficado prometido – o assunto das artes, o André falou dos desenhos que faz… nas vacarias. Como aquele que nos enviou (juntamente com um pin do País de Gales) quando nos escreveu uma carta.

 

A ideia para este episódio – e para o anterior – teve origem numa carta que o André enviou para a morada postal do programa (que pode ver abaixo).

A correspondência começou e, a partir daí, surgiu a oportunidade de o próprio André – apenas com o smartphone – registar e enviar sons do dia a dia que ilustram um pouco a vida de um português no País de Gales.

Marco António
“Histórias de Portugal”
Apartado 85 – EC Porto Salvo
2741-901 Porto Salvo
Portugal

E você?
Há quanto tempo não escreve uma carta?
Escreva-me uma, sobre o assunto que quiser.

= = =

Se conhece uma boa história que praticamente toda a gente desconhece, diga coisas! Queremos saber! Porque toda a gente tem uma história para contar!

Histórias de Portugal, de Saudade e Outras Coisas
é uma parceria com o Público

 

= = =

Produção