11. Oficina Cuco (e outros passarinhos)

Esta história vem de perto de Pombal. Fala-se de pássaros que não são pombas (nem pombos) e tudo começa numa das pontes mais famosas do país, a mais de 100km desta oficina.

Episódio 11 – Oficina Cuco (e outros passarinhos)
|Produção e apresentação: Marco António 
|Tema oficial: Fado do SonhoPensão Flor
|Música adicional: Wes Martin | Lee Rosevere| Orquestra Popular de Paio Pires | Scott Joplin | Conjunto MistérioJáfumega |
|A versão deste episódio em Inglês pode ser ouvida emStories of Saudade” (com apresentação de Lucy Pepper)

A “Oficina Cuco” (nome não oficial) fica situada já quase no fim da EN 109 (tendo em conta de que esta Estrada Nacional tem início na região do Porto – até já teve início mesmo à saída da cidade do Porto, mas agora já não é assim – e fim em Leiria). É tão discreta que para quem não é dali e está só de passagem é facílimo passar… e nem reparar nela. A não ser que umas belas bicicletas “Yé-Yé” chamem a atenção, como aconteceu quando por lá passámos. Foi a um domingo, mas mesmo assim a oficina estava aberta. Entrámos… e o resto é história. Ou, melhor, é a história da vida de Manuel da Silva Silvestre, o serralheiro e mecânico que está prestes a fechar a porta do negócio. É o que ele garante. Mas é provável que nunca pare de ajudar quem precisa de uma qualquer reparação. Servir bem é para este homem uma verdadeira missão.

Já agora… aquela questão  – que surge logo no início do episódio – da Ponte Luiz I e da diferença de tratamento (no que toca a ruas e avenidas) entre Gustavo Eiffel e Teófilo Seyrig… veja o mapa (consulte o “Street View também) e tire a sua própria conclusão.
🙂

* * *

PUB

Este programa contou com o apoio da

Dacia Portugal

e do

Cowork Central

* * *